Ilha do Mel

setembro/2010

Cada vez mais acredito em viajar de bicicleta. É gostoso, barato e bastante viável em termos de vigor físico.

Fomos eu e M. Para quem quiser fazer o caminho, segue algumas dicas:
– saímos cedo de Curitiba para pegar o sol da manhã na BR. Ali pelo meio-dia recarregamos o tanque com água de coco e caldo de cana no mirante.


– Fomos pelo caminho da Graciosa. É bem estreito, sem acostamento, então tem que cuidar para que os carros não te joguem para fora. Descemos a serra bem no meio da pista.

– Antes de terminar a estrada de paralelepípedo, tem um rio bem gelado e gostoso. Abrigados sob a sombra de uma ponte antiga, relaxamos as pernas antes de seguir até Morretes.

– Não há muitas opções de camping em Morretes. Os dois que descobrimos ficavam fora da cidade pelo menos uns 5 km. Mesmo cansados, fomos ao que ficava a 9km pegando uma estada de chão bem poeirenta. O camping Cascatinha custava 10 pila por barraca e tem um rio que passa do lado. Parece bem legal para passar o dia também.

– O caminho até Paranaguá é praticamente estrada de tráfego, uma PR sei lá o quê. Em umas 3 horas chegamos lá.

– A passagem para Ilha do Mel custou 28 reais ida e volta e os campings entre 10 a 15 por pessoa. Os dias que passamos lá estavam frio e nublados. Deu azar, mas conheci o Farol, a gruta da Encantada, o Forte e a escuridão, pois uma noite esquecemos de levar a lanterna. Foi complicado fazer as trilhas sem luz ou lua.

10-09-07 - Pedalada Ilha do Mel - 068_2

Pedalada Curitiba – Colônia Cecília >>

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s